Doenças
A sua pele

Doenças

Descrevemos aqui os problemas de pele mais comuns para os quais temos soluções.

Acne

A acne é uma doença inflamatória crónica da pele que pode causar borbulhas, ocorrendo sobretudo no rosto. Os casos variam de ligeiros a graves e geralmente duram cerca de cinco anos, atravessando a puberdade. Pode causar cicatrizes físicas e sofrimento emocional. É muito comum entre adolescentes, com 70%-80% dos adolescentes a ter algum grau de acne. É a doença mais frequentemente diagnosticada por dermatologistas. Em alguns casos, os adultos também podem ser afetados, seja por sintomas persistentes ou por desenvolvimento tardio.

Rosácea

A rosácea é uma doença inflamatória crónica que afeta principalmente a pele da face. Manifesta-se habitualmente com aumento da vermelhidão no centro da face, juntamente com borbulhas inflamatórias e rubor acompanhado por desconforto na pele, como sensação de ardor ou de picadas. Após o diagnóstico de rosácea, a sua pele será sempre propensa a ela e o tratamento só irá controlar os sintomas. Normalmente afeta mais as mulheres do que os homens e quem sofre de rosácea geralmente tem predisposição genética. Os tratamentos devem englobar cuidados suaves com a pele e agentes anti-inflamatórios, com o objetivo de eliminar totalmente os sintomas1.

Cancro de pele

O cancro de pele é o tipo de cancro mais comum. A sua incidência aumentou substancialmente nas últimas décadas. A causa mais comum do cancro de pele é a exposição excessiva ao sol e a utilização de solários. O cancro de pele divide-se em duas categorias: melanoma e não melanoma.  O melanoma é o mais mortal dos cancros de pele. Se o melanoma for detetado e tratado precocemente, o que muitas vezes acontece, quase sempre tem cura. Caso contrário, o cancro espalha-se para outras partes do corpo, onde será difícil tratá-lo e pode ser fatal. Os cancros de pele do tipo não melanoma podem causar desfiguração quando não diagnosticados e tratados em tempo útil. O carcinoma basocelular é a forma mais frequente de cancro de pele do tipo não melanoma e raramente é grave. O carcinoma espinocelular é uma forma menos comum de cancro de pele do tipo não melanoma e pode invadir outras partes do corpo.

Na pele também se pode instalar uma forma de linfoma designada por linfoma de células T (LCT).  Vários doentes experienciam sintomas cutâneos, como manchas ou placas vermelhas, pele seca e prurido durante longos períodos de tempo e sem complicações graves.  Em alguns doentes, podem desenvolver-se tumores salientes ou erupções cutâneas extensas e pruriginosas. O LCT pode espalhar-se para os nódulos linfáticos, para o sangue e para os órgãos internos.

Dermatite atópica

A dermatite atópica, geralmente conhecida como eczema, é uma doença inflamatória crónica que causa manchas vermelhas e muita comichão na pele. Trata-se de uma patologia não infecciosa e de longa duração, mas que pode desaparecer durante vários anos. Afeta entre 15% e 20% das crianças e habitualmente começa no início da infância, entre os 2 e os 6 meses de idade. Afeta também uma pequena percentagem de adultos.

Psoríase

A psoríase é uma doença inflamatória crónica da pele que causa placas vermelhas na pele e descamação. Normalmente, caracteriza-se por longos períodos de sintomas ligeiros ou sem sintomas. A psoríase costuma ter predisposição genética. Afeta 2% a 4% da população, na sua maioria adultos.

Também procuramos soluções para nutrir o envelhecimento da pele.

 

Rosacea, Esther J. van Zuuren, M.D., N Engl J Med 2017; 377:1754-1764 2 de novembro de 2017 DOI: 10.1056/NEJMcp1506630